A volta do Ramalhão

santo andré campeão 2016 (2)Depois de 5 anos, o E.C. Santo André está de volta à primeira divisão do Campeonato Paulista.
Com um início irregular na competição, o time começou sua campanha nas mãos do jovem técnico Luciano Dias, que participou ativamente da montagem do elenco, mas não conseguiu obter o equilíbrio dos resultados suficientes para dar a segurança ao clube e sua diretoria.
Com uma base jovem, mesclada com alguns atletas mais “tarimbados”, como o meia Branquinho, os zagueiros Diogo Borges e Samuel Teran, além do seguro goleiro Zé Carlos, o Ramalhão foi em busca de fato do seu acesso, após a chegada do experiente técnico Toninho Cecílio.
Implantando a filosofia do equilíbrio e fortalecendo o setor defensivo de seu time – afinal, o treinador tem o DNA de zagueiro que foi como atleta, Toninho fez do Santo André uma equipe muito combativa e eficiente, principalmente nas fases finais do Paulista da Série A2.
Sua grande arrancada para a primeira divisão, sem dúvida alguma, foi eliminar, em dois jogos, o arquirrival São Caetano, já nas quartas-de-final do campeonato.
Desse momento para frente, o time tomou forma, moral e segurança para seguir o seu caminho rumo ao título.
Passou pelo forte Barretos, onde brilharam a competência e habilidade do goleiro Zé Carlos – a Muralha do Ramalhão, e o gigante zagueiro Diogo Borges.
Com a acesso garantido, bastava apenas mais um confronto, na casa do inimigo, desse vez o Mirassol, para a consagração final da campanha.
E ela veio, num apertado placar de 1 a 0, com mais uma atuação de gala do camisa 1 do Ramalhão.
Que  a força  da tradição do Santo André impere a partir de agora! Afinal, o campeão da Copa do Brasil de 2004 começa a ressurgir no cenário de onde jamais deveria ter saído!
Força Ramalhão! Sua torcida não te abandona jamais!