Início Cidades Ações conjuntas das prefeituras do Grande ABC reduzem impacto da Covid-19 nas...

Ações conjuntas das prefeituras do Grande ABC reduzem impacto da Covid-19 nas sete cidades

Enfrentamento da pandemia é marcado por ações regionais definidas pelos sete prefeitos da região

 

Iniciativas realizadas de forma conjunta pelas prefeituras de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra contribuem para a redução do impacto do novo coronavírus (Covid-19) na região.

Ao longo da pandemia, os prefeitos das sete cidades têm se reunido no Consórcio Intermunicipal Grande ABC, por meio de videoconferências, para definir ações regionais de enfrentamento da Covid-19 e reiterado a necessidade de isolamento social e do uso de máscaras como medidas preventivas.

Uma das iniciativas realizadas pelo Consórcio ABC foi a compra de aproximadamente 14 milhões de equipamentos de proteção individual (EPIs) para os sete municípios. A aquisição incluiu luvas, máscaras descartáveis com três camadas e máscara N95, aventais descartáveis, óculos de proteção e álcool em gel. A medida foi citada como case durante curso on-line do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), realizado no início deste mês em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Os municípios da região promoveram a abertura de hospitais de campanha, o que contribuiu para a ampliação da oferta de leitos destinados à Covid-19. Conforme dados referentes a esta quarta-feira (24/6), a região conta com 903 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A taxa de ocupação é de 64,3%, e a capacidade hospitalar regional para cada 100 mil habitantes é de 30,3, a segunda maior do Estado, atrás apenas da capital.

Atualmente, o Grande ABC está na fase 2 (faixa laranja) do Plano São Paulo, que trata da reabertura gradual da economia, com possibilidade do funcionamento de estabelecimentos comerciais com restrições. A reclassificação da região foi solicitada por meio do Consórcio ABC, que reuniu os indicadores mais recentes relacionados à Covid-19 nas sete cidades e verificou que a região cumpria os critérios determinados para alocação em nova fase da iniciativa.

Após o avanço, chefes dos Executivos municipais deliberaram em assembleia da entidade regional que cada prefeitura publicasse o seu decreto municipal, de acordo com as peculiaridades de cada cidade, de forma a garantir o cumprimento das normas sanitárias rígidas contra o vírus.

O presidente do Consórcio ABC e prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão, ressaltou que o trabalho conjunto tem sido fundamental para o enfrentamento da pandemia na região e que a população deve continuar seguindo as medidas de proteção para evitar o contágio e a propagação do coronavírus.

“O número de 1.000 óbitos pela Covid-19 é uma marca triste para a nossa região, mas o momento é de união e trabalho para salvar vidas e garantir a saúde da nossa população. Os sete prefeitos estão concentrando esforços para superar a pandemia. Todo esse esforço só será vitorioso se contarmos com o apoio maciço da população para cumprir o isolamento social, saindo de casa somente quando for necessário, assim como seguir as medidas de higiene e o uso correto de máscaras”, afirmou Maranhão.

Deixe uma resposta