Airbags representam 43% dos recalls de veículos, afirma Procon

Desde 2011 a Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, mantém um banco de dados de todos os recalls realizados no país desde 2002. Um levantamento feito pela Fundação neste banco apontou que do total de 1.965.253 veículos chamados em 2017, 846.103 tinham problemas no airbag. Em relação ao número de campanhas, foram 128 no geral e 35 de airbag.

Entre as campanhas do período, a Mercedes-Benz lidera a lista com 19 recalls registrados. Fiat e Ford ocupam as próximas posições, com 11 e 10 respectivamente. Entre o número de afetados a Toyota ocupa a primeira posição com 573.356 veículos e a Fiat em segundo, com 423.027. Quanto ao número de consumidores que realizaram os recalls, temos um percentual de 48%, relativo às 977 campanhas já realizadas desde 2002.
Entre os outros produtos, foram realizadas 13 campanhas entre alimentos, computadores, equipamentos de mergulho, fogão, roçadeira e carrinho de bebê. A maior campanha realizada no período foi da empresa General Mills, que atingiu 505.633 unidades dos produtos Páprica Doce Kitano e Páprica com Pimenta Calabresa Kitano.