Alckmin inicia obras do Museu da Lingua Portuguesa

Crédito: Ciete Silvério

Da redação

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta-segunda-feira (12), no Palácio dos Bandeirantes, uma aliança solidária para reconstrução do Museu da Língua Portuguesa, atingido por um incêndio em dezembro de 2015. A EDP é patrocinadora máster. Grupo Itaú e o Grupo Globo são patrocinadores do Museu, que conta ainda com apoio da lei federal de incentivo à Cultura. “Em 24 meses, teremos o prédio restaurado e, em mais alguns meses, o museu instalado na área interna”, disse o governador.
O custo total da reconstrução está estimado em R$ 65 milhões. As obras começam neste mês de dezembro e vão até dezembro de 2018. Já a implantação da museografia tem início em 2018, com previsão de conclusão até março de 2019. A data de inauguração só será definida após a conclusão dos projetos.
Toda a reconstrução do Museu da Língua Portuguesa será baseada no projeto original, aprovado pelos órgãos reguladores na época da inauguração do Museu, em 2006. Serão contempladas, ainda, adaptações relativas à adequação às mudanças na legislação e à experiência de uso do prédio durante seus dez anos como museu.
Sobre o Museu da Língua Portuguesa
Em 10 anos de funcionamento, o Museu recebeu cerca de 4 milhões de visitantes (319 mil destes em ações educativas). Primeiro do mundo totalmente dedicado a um idioma, trouxe ao país um novo conceito museográfico, que alia tecnologia e educação. Com uma narrativa audiovisual e ambientes imersivos, permitiu aos visitantes descobrir novos aspectos do idioma, elemento fundador da cultura do país. Foi eleito pelo Trip Advisor um dos três melhores museus do Brasil e da América Latina em 2015. Sua instalação na Estação da Luz é simbólica: foi ali o ponto de chegada de imigrantes de vários lugares do mundo, com diferentes idiomas e sotaques, no coração de São Paulo – maior cidade de falantes de português do mundo.