Atibaia: Bonito, barato e pertinho de São Paulo

A cerca de 70km de São Paulo, aproximadamente uma hora de carro, está Atibaia. O destino é opção para quem busca lazer e tranquilidade junto à natureza.

download (3)
Lago Major

O roteiro começa pela região central da cidade. Lago Major é o principal ponto de convivência social de Atibaia, com pista de corrida, quadras para prática de esporte e um belo cenário. É nos arredores do lago que se concentra também o agito da cidade, com opções variadas de restaurantes, bares e casas noturnas.

download (2)
Vista do teleférico

Pagando apenas R$ 11,00 (ida e volta) você tem acesso ao teleférico que leva à parte alta da cidade, em um percurso de 550 metros. Ele funciona de quarta a domingo e crianças menores de sete anos não pagam. Do alto, além de um belo visual panorâmico de Atibaia e do Parque das Águas, dá para visualizar de longe o principal cartão-postal da cidade: a Pedra Grande.

Os adeptos do turismo religioso podem fazer uma parada no Santuário de Schoenstatt, uma ordem da igreja católica criada durante a Primeira Guerra Mundial, na cidade alemã de mesmo nome, que se espalhou pelo mundo com mais de 200 endereços, sendo 22 no Brasil. A versão de Atibaia é o mais popular do país e recebe milhares de peregrinos todos os anos.

Comer e fazer trilhas
Fazenda Paraíso, localizada no km 52 da rodovia Fernão Dias, foi construída em 1860 e guarda lembranças do Brasil colonial, com casa feita de taipa, terreiro de café e lembranças do tempo da escravidão. Tudo cercado de muita natureza, com três tanques de pesca. Para abrir o apetite, um alambique de 1910 fabrica as cachaças D. Pedrito e Maracanã. Aos domingos e feriados o cardápio é composto por comida típica da roça, já aos sábados é dia de feijoada (R$ 60). Tudo feito no fogão à lenha.

download (1)
Monumento Natural Estadual da Pedra Grande

Para a tarde, a opção é uma visita a Serra do Itapetinga, onde está localizado o Monumento Natural Estadual da Pedra Grande – principal atração da cidade. A formação rochosa tem 1.418m de altitude, com uma superfície de 200 mil m². É possível chegar ao topo de carro, apesar da estrada íngreme, escorregadia e bem desafiadora. Quem não quer encarar pilotar no percurso pode embarcar em um passeio de jipe ou seguir por uma das trilhas, com cerca de 2h30 até o topo – são 2km de caminhada e 800m de subida.

Também na serra e ocupando 250 hectares está o Parque Municipal Grota Funda, que preserva cerca de 165 espécies de aves, 20 de morcegos, 415 espécimes de flora e uma rica variedade de macacos. Há ainda 27 tipos de mamíferos de grande e médio porte, sendo que 23 deles são raros ou ameaçados de extinção. São frequentes os rastros deixados por onças-pardas. Espécies endêmicas também estão presentes, como a rã-grande-das-corredeiras, descoberta em 1994.

São cerca de 30km de trilhas pelo parque, que devem ser percorridas sempre na companhia dos monitores do parque. A trilha do Lajeado, com distância 2,3km, tem duração de 2h30 e nível de dificuldade médio; já a trilha histórica, com 3,7km, tem duração de 4h e nível de dificuldade fácil, e a a trilha Grota Funda, com 4,7km, tem duração de 4h30 e nível médio. Os agendamentos podem ser feitos pelo telefone (11) 7516-3656.

A recomendação é evitar grandes feriados, quando o excesso de visitantes pode deixar a experiência menos agradável. Nem precisa fazer tudo em um dia. As distâncias entre as atrações não são pequenas e, se o objetivo é relaxar, o ideal é evitar a correria. O ideal é escolher as que mais se encaixem em seu perfil e montar seu próprio cronograma. Deixar algo por conhecer é ter motivos para voltar.