Bolsa Família: CGU identifica fraude no cadastro de mais de 4 mil pessoas no ABC

De acordo com uma auditoria feita pela CGU (Controladoria-Geral da União), cerca de 4.500 famílias beneficiárias do Bolsa Família no ABC não teriam direito ao benefício por não cumprir os requisitos de participação no programa social.

A estimativa é de que esses cadastros tenham gerado prejuízo na ordem de R$ 1,3 bilhão aos cofres públicos com o pagamento de benefícios indevidos. Somente na região, foram cerca de R$ 19 milhões gastos com cadastros irregulares.

9.250 cadastros foram bloqueados pelo Ministério do Desenvolvimento Social, responsável pelo pagamento do benefício. Neste caso, as famílias ainda se enquadram nas regras de permanência do programa, no entanto, precisam fazer recadastramento para o desbloqueio do valor.