Foto: MARCOS CORRÊA/PR

Após reunião na residência oficial do Palácio da Alvorada com governadores, ministros e chefes de poderes, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que haverá uma parceria entre os governos estaduais, o Congresso e a União para combater a pandemia de Covid-19.

“Será criada uma coordenação junto aos governadores junto ao congresso. Da nossa porte comitê que se reunirá todas as semanas”, afirmou o presidente em um breve pronunciamento após o encontro, ao lado de governadores e chefes de poderes.

Bolsonaro anuncia comitê sobre pandemia e volta a falar em tratamento precoce

O presidente disse também que, na reunião, discutiu o que ele chama de “tratamento precoce”. O método prevê a utilização de medicamentos defendidos pelo presidente, mas que não tem eficácia contra a Covid-19, de acordo com pesquisas científicas internacionais.

“Tratamos também de possibilidade de tratamento precoce. Isso fica a cargo do ministro da Saúde, de que respeita o direito e o dever do médico em tratar os infectados”, argumentou Bolsonaro.

Vida ‘em primeiro lugar’

O presidente disse ainda que defende “a vida em primeiro lugar”. Desta vez, ao contrário de suas falas habituais, Bolsonaro não equiparou o emprego à vida na categoria de prioridade.

A reunião entre Bolsonaro, governadores, ministros e chefes de poderes ocorre no dia em que o Brasil chegou à marca de 300 mil mortos por Covid-19, desde que a pandemia começou, há pouco mais de um ano.

O país vive o momento mais grave da pandemia, com sucessivos recordes diários de número de mortes e número de novos casos. Os sistemas de saúde nos estados está sobrecarregado, com filas na UTI e ameaça de falta de insumos para sedação de pacientes e de oxigênio.

Deixe uma resposta