Bovespa se descola do exterior e passa a subir nesta quinta-feira

O principal índice da bolsa, a B3, passou a operar em alta nesta quinta-feira (2), se descolando da queda das bolsas no exterior por preocupações com a disputa comercial entre os Estados Unidos e a China.

Às 13h15, o Ibovespa subia 0,51%, aos 79.705 pontos.

O governo de Donald Trump informou na quarta-feira que vai propor uma tarifa de 25%, ante 10% anteriormente, sobre US$ 200 bilhões bens chineses. Se a ação for confirmada, a China disse que vai revidar, afirmando que a “extorsão” não irá funcionar.

Em Wall Street, o S&P 500 também reduzia as perdas para 0,05%, o que também afastava o Ibovespa da mínima registrada mais cedo.

GOL subia 2,19% mesmo após divulgar prejuízo líquido depois da participação minoritária de R$ 1,326 bilhão no segundo trimestre, um aumento de 177,6% em relação à perda de um ano antes, afetado pelo câmbio.

VALE tinha queda de 1,55%, principal peso negativo no Ibovespa dada a sua relevante participação na carteira do índice, tendo de pano de fundo preocupações com os planos norte-americanos de impor uma tarifa de 25% em importações chinesas avaliadas em US$ 200 bilhões, em meio a uma guerra comercial entre as duas maiores economias do mundo, o que derrubou os preços futuros do minério.

PETROBRAS PN subia 2,15%, conforme os preços do petróleo no exterior ensaiavam melhora, tendo no radar divulgação do balanço do segundo trimestre da petrolífera de controle estatal, prevista para a sexta-feira, antes da abertura da bolsa.

BRADESCO PN e ITAÚ UNIBANCO PN subiam 0,28% e 0,24%, respectivamente, contaminados pelo cenário negativo de modo geral.

ULTRAPAR subia 9,9%, após tocar mínima em mais de cinco anos na véspera, em sessão marcada pela divulgação do resultado trimestral e anúncio de distribuição de juros sobre capital próprio pelo grupo, dono dos postos de gasolina Ipiranga, da distribuidora de gás Ultragaz, da rede de drogarias Extrafarma e da empresa de químicos Oxiteno.

COSAN avançava 3,65%, no segundo dia de alta, após recuar quase 6% na terça-feira, afetada por operação da Polícia Civil do Paraná relacionada a suspeita de controle criminoso dos preços nas bombas. Em comunicado nesta quinta-feira, a Cosan negou que a Raízen, uma joint venture com a Shell para os setores de cana e combustíveis, alvo da operação, tenha formado cartel para a formação de preços em postos do Paraná e do Distrito Federal.

Na véspera, o Ibovespa fechou subiu 0,1%, a 79.301 pontos.

Fonte: G1

Imagem: Reprodução/Internet