Braskem e estilista PatBo se unem em desafio de moda

Para reforçar a pluralidade da aplicação plástica na indústria têxtil, a Braskem se uniu à PatBo em um Desafio de Moda, que propôs a estudantes de cinco faculdades uma imersão no ateliê de Patrícia Bonaldi para a criação de peças utilizando tecido de polipropileno como matéria-prima. O look vencedor compôs a coleção apresentada pela estilista na São Paulo Fashion Week N46, em outubro.
O polipropileno foi escolhido como material do Desafio de Moda Braskem por conta de algumas de suas características físicas, como durabilidade, resistência e leveza, o que permite aos estilistas pensarem além do padrão habitual. Além destes pontos técnicos, o material reúne importantes pontos sustentáveis, como ser 100% reciclável e viabilizar o tingimento por meio de adição de corantes ou pigmentos diretamente no processo de fiação a seco, processo que economiza água. O fio utilizado durante o projeto é produzido pela Profil, que fornece o insumo para a Berlan tecer as malhas. Ambas as empresas também são parceiras no projeto.
“A Braskem busca a valorização da cadeia onde está inserida e projetos como este reforçam a pluralidade do plástico em diversos setores. Este é o terceiro ano que participamos do SPFW com propostas que agregam inovação e sustentabilidade, demonstrando o potencial do plástico para o desenvolvimento de novas soluções”, explica Ana Laura Sivieri, gerente de marketing da Braskem.
Ao final da capacitação, os participantes e suas criações foram avaliados em quesitos como inovação, qualidade, número de peças entregues, conceito criativo, estética alinhada com a marca, engajamento e sintonia da dupla de estilistas. A banca julgadora foi composta por Patricia Bonaldi, Paulo Borges, Ana Laura Sivieri, da Braskem e Gustavo de La Rue, da Profil. Todas as peças produzidas na competição ficaram expostas no estande da Braskem no SPFW.