Cabo Verde registra 11 casos de microcefalia associados ao vírus Zika

Cidade-da-Praia-CVDa redação

O Ministério da Saúde de Cabo Verde anunciou nesta quinta-feira (23), 11 casos de microcefalia associados ao vírus Zika, sendo que um dos bebês diagnosticados com a doença nasceu morto.

Segundo a médica epidemiologista, Maria de Lurdes Monteiro, do Serviço de Vigilância Integrada e Respostas a Epidemias, até o dia 14 de junho nasceram 10 bebês com microcefalia associada ao vírus zika. Outro nasceu morto, com múltiplas malformações.

A médica informou que as autoridades acompanham cerca de 240 mulheres grávidas, sendo 170 em Praia, 44 em São Filipe, na Ilha do Fogo, 22 em Maio e quatro em Boavista.

O primeiro caso de microcefalia associada ao vírus Zika em Cabo Verde foi detectado em março deste ano. Até agora, foram registrados mais de 7.500 casos suspeitos.

Do total de casos, que tiveram queda a partir de janeiro, 65% foram notificados em mulheres e o restante em homens.