Câmara de Mauá estabelecerá futuro de Jacomussi

A Câmara de Mauá define nesta quinta-feira (18) futuro do prefeito Atila Jacomussi. A sessão decisiva começará às 10h da manhã. O processo será lido na íntegra. Na sequência, a defesa do prefeito Atila terá 2 horas para sustentação oral em plenário.

Após os procedimentos, cada vereador que quiser falar terá direito a 15 minutos de atenção. Assim que as falas de cada representante se encerrar, a votação terá início.

Para cassar o prefeito são necessários, no mínimo, 16 votos dos 23 vereadores. Se o prefeito Atila for cassado, amanhã mesmo a vice-prefeita Alaíde Damo assumirá o cargo no Paço de Mauá.

A Câmara terá estrutura reforçada de segurança com PM e GCM, pois alguns movimentos sociais prometem acampar desde a madrugada em frente à Câmara.

Serão votados dois pedidos de impeachment nesta quinta: o que trata da vacância e o que versa sobre quebra de decoro. A expectativa é que a Câmara tenha trabalho até o início da noite