Camex recebe pedido de revisão de taxas de importação do feijão

Da redação

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) encaminhará esta semana à Câmara de Comércio Exterior (Camex) pedido de revisão das taxas de importação do feijão.

Na manhã de hoje (22), o governo anunciou que vai liberar a importação de feijão produzido na Argentina, Paraguai e Bolívia como forma de evitar o alto preço nos supermercados brasileiros. Estuda também a possibilidade de ampliar essa autorização para a China e México.

De acordo com o Instituto Brasileiro do Feijão, o aumento se deve à seca em grande parte dos estados que produzem o grão. Com isso, houve queda na oferta e, com o aumento da demanda, os preços acabaram subindo. O preço do feijão carioca chegou a R$ 10 em supermercados de vários estados brasileiros.