Carla Morando é anunciada pré-candidata a deputada estadual

Sob um discurso prioritário de trabalho forte por todas as classes da sociedade de São Bernardo e região do Grande ABC, a primeira-dama da cidade, Carla Morando, foi anunciada na noite desta quinta-feira (26/07) como pré-candidata à deputada estadual do PSDB, na eleição de outubro.

O ato ocorreu nas dependências de um Hotel no município, que recebeu um público de aproximadamente 500 pessoas, entre apoiadores, correligionários, amigos e familiares.

Na mesa oficial, Carla teve o apoio do marido e prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, das primeiras-damas Ana Carolina Barreto Serra (Santo André), Flávia Dotto (Ribeirão Pires), do vice-prefeito Marcelo Lima, de sua esposa, Rosangela Lima, do presidente municipal do PSDB, Fernando Leça, e do presidente da Câmara, Pery Cartola. Também na mesa, estavam os vereadores Alex Mognon e Pastor Zezinho Soares, que juntamente com Pery, tinham o nome à disposição da legenda para encabeçar o projeto.

Com a palavra, Carla contou que nunca esteve à frente de um projeto político, mas que sempre se engajou nas campanhas do marido e buscou estar atenta às demandas e anseios da sociedade. “Sempre participei com muito empenho. Agora, o momento pediu o meu nome. Sou grata a todos que se manifestaram e aviso que não sou de fugir de desafios e me comprometo a desenvolver um trabalho pela população que mais precisa em em São Bernardo e na região do Grande ABC”, entoou Carla.

O anúncio ocorreu de forma espontânea. Não foi formalizado convite. Os apoiadores se engajaram a partir do horário do almoço e o nome de Carla ficou evidenciado para representar a pré-candidatura a deputada estadual, como único apoiado pelo atual governo municipal.

O prefeito Orlando Morando detalhou que formatação em torno do anúncio de Carla como pré-candidata foi construído aos poucos, recebendo inúmeros apoios após o seu trabalho frente ao Fundo Social de Solidariedade no município, entre janeiro de 2017 e abril deste ano.

“O trabalho que a Carla fez à frente do Fundo foi destacado em São Bernardo. Buscou parcerias, ajudou entidades, organizou a maior campanha do Agasalho da história do município, arrecando 138 mil peças. Desde que iniciei na vida pública carrego comigo um aprendizado de disciplina pelo trabalho, ensinado pelos meus pais. E, na política, pode se trabalhar bem e ajudar muito”, destacou Morando.

ENDOSSO
Nos últimos meses, o apoio em torno de um pré-projeto liderado por Carla recebeu adesões de peso dentro do PSDB, como parte importante da estrutura partidária, que tem Geraldo Alckmin, como pré-candidato à presidência da República, João Doria, como pré-candidato ao Governo do Estado de São Paulo, Mara Gabrilli e Ricardo Trípoli, como pré-candidatos ao Senado. Nesta quarta-feira, foi a vez dos vereadores da base aliada, que de forma inédita, convidaram Carla para um almoço e pediram que se lançasse como pré-candidata a estadual.

“Eu não poderia deixar de estar aqui. Me manifestei na imprensa, que a Carla precisava estar neste projeto. Hoje venho aqui reforçar a importância disso. Este é o primeiro compromisso político que faço fora da Capital, depois que assumi a Prefeitura, em abril. É muito importante para a nossa sociedade uma representante como a Carla”, discorreu o prefeito de São Paulo, Bruno Covas.

HISTÓRICO
A primeira-dama de São Bernardo, Carla Sardano Morando, tem 43 anos, é natural de São Caetano do Sul. Formou-se em Fisioterapia, mas atualmente administra o próprio negócio e presidiu o Fundo Social de Solidariedade (FSS) da cidade, de março de 2017 a abril de 2018.É mãe de Orlandinho, de 10 anos e a Antonella, 8 anos.

Conheceu o marido, Orlando Morando, quando começou a frequentar o supermercado da família Morando. De lá pra cá, foram 5 anos de namoro e este ano completaram 11 anos de casados.

Como fisioterapeuta, Carla realizou por cinco anos um trabalho em São Bernardo do Campo com mulheres mastectomizadas no CAISM e Hospital Mário Covas e teve a oportunidade de desenvolver também uma cartilha de orientação a pacientes pós-mastectomia e gestantes, distribuída à população no serviço público.

Seu legado deixado, à frente do Fundo Social, foi de resgatar e desenvolver projetos sociais para melhorar a qualidade de vida dos segmentos mais carentes da população, principalmente na realização de programas e ações que visam o resgate da autoestima e da dignidade humana por meio da qualificação profissional. Destacam-se a maior Campanha do Agasalho da história de São Bernardo, com arrecadação recorde de mais de 138mil peças e a criação da parceria com empresas privadas, por meio do programa “Adote uma Entidade”.

Fonte: Abc do ABC