Cássio revela a companheiros de Corinthians sondagens de três rivais

Na reserva do Corinthians desde o início do Brasileirão, Cássio assegurou aos companheiros de time, na manhã desta terça-feira, durante a reapresentação do elenco, que foi sondado por três grandes clubes brasileiros: São Paulo, Grêmio e Flamengo.

Apesar do histórico vitorioso com a camisa alvinegra, o goleiro viu a permanência no Parque São Jorge ficar ameaçada depois das críticas públicas à comissão técnica pela forma como perdeu a posição de titular.

Procurado pelo Blog, o Tricolor não confirmou a proposta ao arqueiro rival. Já o interesse do Grêmio começou a ganhar notoriedade depois que Cássio esteve na concentração dos gaúchos, na quinta passada. Ele foi visitar antigos amigos durante o almoço — na mesma noite, o Grêmio enfrentou o Palmeiras, no Pacaembu.

O camisa 12 nem treinou ontem ao lado dos demais reservas, sob a alegação de que sofre de amigdalite. O goleiro é dono do segundo salário mais alto do elenco: recebe R$ 420 mil mensais, assim como Cristian, depois de ter renovado o contrato no mês passado. O aumento teve a ver com a proposta que recebeu do Besiktas, da Turquia, em janeiro. Ele foi convencido pela diretoria a ficar.

Negócio frustrado:
Muita gente na diretoria corintiana lamentou a demissão de Mano do Shandong Luneng por entender que os chineses desistirão de Elias. O negócio renderia R$ 30 milhões ao Timão.

De saída:
Apesar de ter sido indicado por Mano, o fisioterapeuta Bruno Mazziotti não foi mandado embora pelo Shandong. Mas o ex-corintiano tenta convencer o time a liberá-lo.