Início Cidades Chuvas em São Paulo ficam abaixo da média em fevereiro

Chuvas em São Paulo ficam abaixo da média em fevereiro

Da redação

Depois de um janeiro bem chuvoso, o mês de fevereiro na cidade de São Paulo foi marcado por uma sequência de dias com forte calor e tempo mais seco. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências, órgão da prefeitura, este segundo mês do ano fechou com volume de 156,2 milímetros, equivalente a 71% da média de chuva esperada para o mês.

Além dessa quantidade abaixo da média, prevaleceram as precipitações irregulares com pancadas mais frequentes em algumas localidades e escassas em outras. Os dias também foram quentes, com temperatura média de 34,6º C e recorde de 36,7ºC. Ainda segundo o CGE, houve uma concentração maior de chuva em janeiro último, totalizando 375,7 mm, bem acima da média esperada, que era de 256,5 mm.

Sistema Cantareira

Com a irregularidade das chuvas, a pluviometria do Sistema Cantareira, principal manancial que fornece água na Grande São Paulo, ficou abaixo da média. No entanto, o abastecimento não chegou a ser comprometido. Alimentado por seis represas e com captações iniciadas em fontes no Sul de Minas Gerais, o Cantareira encerrou fevereiro com volume de 94,2 mm, ante a média de 203,4 mm.

Segundo os dados da medição diária da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, que administra esse Sistema, o nível menor de captação em fevereiro foi compensado por uma grande quantidade de precipitações em janeiro, quando o Sistema atingiu 393,1 mm, bem acima da média esperada (262,6 mm).

Chuvas de março

De acordo com as previsões do Instituto Nacional de Meteorologia, o mês de março vai começar ainda com chuvas isoladas no estado de São Paulo, mas a partir da próxima sexta-feira (3), elas ocorrerão de forma mais generalizada e com maior intensidade.

*Informações Agência Brasil