Início Estilo de Vida Combate ao Aedes Aegypti pode ser feito por aplicativo de celular

Combate ao Aedes Aegypti pode ser feito por aplicativo de celular

Da redação

Um sistema disponibilizado em aplicativo de celular torna mais ágil o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, e está disponível, gratuitamente, para todas as prefeituras municipais. O sistema foi desenvolvido em parceria por pesquisadores do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa em Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro; pela empresa nascente Lemobs, da Incubadora de Empresas da Coppe; e pelo Ministério do Planejamento.

O sistema foi divulgado inicialmente para os servidores da administração pública federal. Dezesseis mil servidores foram selecionados e treinados para identificar onde existem possíveis focos do mosquito, bem como tomar medidas para a limpeza desses focos. Atualmente, em torno de mil usuários de 300 órgãos usam essa ferramenta e são responsáveis pelo lançamento de tais informações, Entre esses órgãos, estão a Caixa Econômica Federal e o próprio Ministério do Planejamento.

Embora o aplicativo móvel possa ser usado por qualquer pessoa, não há intenção de estender seu uso para cidadãos comuns, porque uma das premissas básicas do sistema é a confiabilidade da informação.

*Informações Agência Brasil