Foto: Reuters / Thomas Peter

Nesta quinta-feira (11), o Consórcio Intermunicipal Grande ABC participou de reunião na Embaixada da China, em Brasília, para negociar a compra de mais vacinas para as sete cidades da região. O presidente do Consórcio ABC e prefeito de Santo André, Paulo Serra, se reuniu com o ministro conselheiro da representação chinesa, Qu Yuhu. O encontro foi acompanhado pelo deputado federal Alex Manente, da comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados.

Paulo Serra afirmou que o colegiado de prefeitos tem preenchido toda documentação para a que a região possa adquirir mais doses do imunizantes, a partir da sanção do Projeto de Lei (PL) 534/2021, que autoriza estados, municípios e o setor privado a comprarem vacinas contra a covid-19 com registro ou autorização temporária de uso no Brasil. “Não estamos medindo esforços para trazer mais vacinas para nossa gente. Vamos atrás de todas as oportunidades que surgem para que o Grande ABC possa contar com mais doses. A saída definitiva dessa crise é a vacinação em massa”, afirmou o presidente do Consórcio ABC.

A entidade regional já protocolou intenção de compra das vacinas Coronavac, da Sinovac, Sputnik V, do Grupo União Química, Covaxin, da empresa indiana Bharat Biotech, BNT162b2, das farmacêuticas Pfizer e BioNtech, e Ad26.COV2.S, da Janssen, braço farmacêutico do grupo Johnson & Johnson.

A Câmara Municipal de Santo André aprovou projeto de lei do Executivo que transfere o superavit de 13 fundos municipais apurado no encerramento de 2020 para o Tesouro Municipal para compra de vacinas. Caso a aquisição se confirme, a prioridade será imunizar os profissionais da educação, para garantir o retorno às aulas presenciais. Paulo Serra afirmou que a decisão do Congresso de autorizar a compra de vacinas por governos estaduais, municipais e a iniciativa privada deve exercer uma pressão positiva sobre o governo federal e acelerar o ritmo de vacinação.

Fonte: DGABC

Deixe uma resposta