Início Economia Conta de luz deve continuar com bandeira vermelha até novembro

Conta de luz deve continuar com bandeira vermelha até novembro

Da redação

Divulgação/Internet

A conta de luz deverá ter bandeira vermelha patamar 1 acionada até novembro, quando termina o período de seca. A informação foi divulgada na última terça-feira (4) por Romeu Rufino, diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica. Por conta da falta de chuvas, esta bandeira começou a valer no início de abril.

Em abril, a bandeira vermelha patamar 1 foi acionada pela primeira vez em 2017. Ela é aplicada quando o País precisa acionar usinas termelétricas devido à falta de chuvas. Com a mudança, os consumidores pagarão R$ 3 a mais para cada 100 quilowatts-hora (kWh) gastos. Em março, a bandeira tarifária utilizada foi a amarela, que tem custo adicional de R$ 2 para cada 100 kWh. Nos meses anteriores, foi utilizada a bandeira verde, sem custo extra para o consumidor.

Descontos na conta de luz

Ao mesmo tempo em que o valor da tarifa de energia elétrica ficará mais alto por conta da bandeira vermelha, algumas pessoas terão direito a descontos. Os consumidores residenciais atendidos pela Companhia Paulista de Força e Luz terão direito redução de 9,62% a partir do próximo sábado (8). Segundo a Aneel, usuários de 4,2 milhões de domicílios serão beneficiados.

O desconto é válido para 234 municípios do estado de São Paulo, incluindo Campinas, Ribeirão Preto, Bauru e São José do Rio Preto. A medida foi tomada por conta do cálculo do reajuste anual de acordo com o estabelecido no contato de concessão em que são avaliados os custos da prestação do serviço em relação à compra de energia, transmissão e encargos setoriais.

Excepcionalmente em abril, a tarifa também incluirá um desconto de 15,28%, referente à devolução dos valores cobrados a mais no ano passado. Nesse caso, o motivo foi a inclusão indevida nas tarifas do custo da energia proveniente da termelétrica de Angra 3, que ainda não entrou em operação.

*Informações Agência Brasil