Coop solta nota a respeito do incidente

arquivo_20110718163704
Unidade da rua Joana Angélica, bairro Barcelona

Da redação

Na noite do último sábado (09), um roedor foi flagrado andando dentro do balcão refrigerado de frios da Coop (Cooperativa de Consumo) de São Caetano do Sul – unidade da rua Joana Angélica, 717, do Bairro Barcelona.

O fato foi fotografado e filmado por várias pessoas que estavam no local para comprar produtos. Um dos vídeos teve mais de 11 mil compartilhamentos nas redes sociais.

Em nota emitida nesta segunda-feira (11), a Coop lamentou a fatalidade – considerada um incidente pontual, e disse que está realizando as melhorias indicadas pela vigilância sanitária, com prioridade máxima.

De acordo com o Civisa (Centro Integrado de Vigilância à Saúde), o supermercado terá o prazo de 24 horas para pequenas adequações e apresentação de documentos, como de controle de pragas, por exemplo.

Confira a nota na íntegra:
A Coop vem a público esclarecer o incidente ocorrido na unidade Joana Angélica, em São Caetano, na noite de 9 de julho, quando um roedor adentrou o balcão refrigerado de frios após ter caído do teto da loja. A empresa lamenta a fatalidade, que foi considerada um incidente pontual pela própria equipe da Vigilância Sanitária que esteve presente em vistoria na unidade. O órgão indicou alguns pontos de melhorias que já estão sendo trabalhados pela Coop com prioridade máxima. Uma semana antes dessa ocorrência, fiscais da Vigilância Sanitária estiveram na unidade e não encontraram nenhuma irregularidade.
Além de cumprir as orientações detalhadas pela Vigilância Sanitária, a Coop esclarece que mantém uma empresa contratada – com registro na Anvisa, Ministério da Saúde e demais órgãos competentes da área – para fazer semanalmente o controle de pragas em todas as suas unidades. Dispõe ainda de um departamento voltado à área sanitária, com funcionários devidamente treinados para garantir a qualidade de seus produtos, especialmente de gêneros alimentícios.
Entre as medidas de combate à invasão de roedores e pragas de toda a natureza nas unidades da rede, estão ações de dedetização e desratização, além de um trabalho intensificado de obstrução de pontos de acesso que venham a ocorrer pelo telhado ou pelas portas, colocando telas e vedando com alvenarias os pontos de acesso ao interior da loja. “Nosso trabalho é uma guerra constante contra esta e outras pragas”, reforça o diretor-presidente da Coop, Marcio Valle.
Prefeitura

Em nota, a Prefeitura de São Caetano do Sul afirmou que a Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde esteve na manhã desta segunda-feira (11), realizando vistorias no supermercado.

“Os setores estavam limpos e bem arrumados, com alguns detalhes para serem corrigidos na área de estoque. Por meio de notificação, demos o prazo de 24 horas para pequenas adequações e apresentação de documentos, como de controle de pragas, e de uma semana para outras providências”, explicou o diretor do Civisa (Centro Integrado de Vigilância à Saúde), Caio Williams Castro Junior.