Criminosos tentam introduzir objetos dentro de presídios na Grande SP

Nessa quinta-feira, agentes de escolta e vigilância penitenciária (AEVPs) do Centro de Detenção Provisória Feminino de Franco da Rocha, na grande São Paulo, aprenderam diversos aparelhos eletrônicos que seriam introduzidos no complexo. Ao todo, foram seis aparelhos celulares e três chips.

Reprodução/ Governo SP

Todos os objetos foram encontrados dentro de pacotes na parte externa do presídio. A informação foi confirmada pela Secretaria da Administração Penitenciária. Os utensílios foram encaminhados para a Delegacia de Polícia para o registro da Ocorrência.

Além disso, nessa mesma semana, dois funcionários da Penitenciária III José Aparecido Ribeiro, também de Franco da Rocha, avistaram indivíduos arremessando objetos para o interior da unidade prisional.

Eles foram presos em flagrante e assumiram o crime. Nesse dia foram apreendidos cinco aparelhos celulares, três baterias avulsas, um carregador, um cabo USB, 12 gramas de maconha e 6 gramas de cocaína.