Crise despenca preços de passagens aéreas

Da redação

Por conta da crise econômica muitos setores foram atingidos, um deles foi o da aviação. As companhias áreas tiveram que diminuir o número de voos nacionais e internacionais, por este motivo muito saguões estão vazios.

Viajar de avião sempre foi sinônimo de gastar bastante dinheiro, a porcentagem de voos comerciais era de 65% no Brasil, com a crise esse número diminuiu pela metade, levando uma boa parte do faturamento. Como forma de fugir da crise, as companhias aéreas estão apostando em descontos nas passagens aéreas em voos de lazer.

Em 2015 os voos nacionais eram cerca de 779.095, em 2016 esse número passou para 691.467, registrando uma queda de 11,24%. Os voos internacionais também tiveram queda de 6,48%, em 2015 o número era de 56.268 e em 2016 ele caiu para 52.617.

O número de rotas diminuiu bastante, o que era de 752 em 2015, passou para 737 em 2016. Um total de menos 15 rotas. As dificuldades começaram em 2013, a previsão de melhora é quando a crise econômica acabar.