Cristóvão desperdiça chances de liderança jogando em casa

Por Matheus Angioleto

cristovaoCom pouco mais de um mês no comando do Corinthians, o técnico Cristóvão Borges acumula sete partidas: quatro vitórias, dois empates e uma derrota. Os dois últimos jogos foram os que mais geraram críticas ao comandante.

O empate diante de um São Paulo recém-eliminado na Libertadores marcou negativamente Cristóvão, por conta de substituições que não surtiram efeito. Novamente no último sábado (23), o técnico tirou Rodriguinho para colocar Elias e sacou Giovanni Augusto e colocou o amuleto Danilo.

Apesar do gol de Danilo, a demora no efeito das substituições é o que preocupa no desempenho corintiano. Se o Corinthians vencesse as duas últimas partidas, estaria dois pontos à frente do Palmeiras e consequentemente na liderança do Brasileirão.

A torcida vaiou as substituições, tendo em vista que o desejo era a entrada de Guilherme, que só entrou no lugar de Bruno Henrique aos 37 minutos.

Agora o Corinthians visita o Internacional no Beira-Rio no dia 31 de julho. Além disso, o reencontro com a torcida acontece apenas no dia 6 de agosto contra o Cruzeiro, mas no Pacaembu. O Corinthians ainda não sabe se conseguirá jogar na Arena contra o Vitória na 21ª rodada no dia 20, já que o Comitê Olímpico pode devolver o estádio apenas um dia depois da partida.