Cunha afirma que não vai renunciar nem fazer delação premiada

Da redação

O presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) negou nesta terça-feira (21) a possibilidade de renunciar a seu mandato ou ao cargo de presidente da Casa. Waldir Maranhão (PP-MA) é quem comanda na ausência de Cunha.

eduardo-cunhaO deputado do PMDB também deixou de lado a possibilidade de fazer um acordo de delação premiada no âmbito da Operação Lava Jato. Cunha é réu no STF (Supremo Tribunal Federal) por suspeita de ter recebido propina do petrolão e é alvo de outras duas denúncias da Procuradoria-Geral da República, que ainda não foram exploradas pelo STF.

Em entrevista à imprensa na manhã de hoje, Cunha afirmou que gostaria de manter a relação com a imprensa para ter direito de resposta, algo que era usual quando ocupava a principal cadeira da Câmara.