Data para decidir sobre cassação do mandato de Eduardo Cunha é marcada por Rodrigo Maia

Da redação

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) é acusado de mentir na CPI da Petrobras a respeito de possíveis contas no exterior.  Este processo que trata da quebra de decoro parlamentar já dura mais de nove meses, o mais longo da história.

A sessão que analisará o pedido de cassação do mandato de Cunha foi marcada para o dia 12 de setembro, poucos dias após o julgamento do impeachment de Dilma.

Opositores a Cunha exerceram pressão sobre o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, para que a sessão fosse marcada para breve. Já os aliados de Cunha, desejavam o adiamento do caso, para depois das votações de medidas econômicas.