Depressão afeta 1 em cada 10 pessoas desempregadas

Da redação

graficoO Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou hoje (30) um estudo que aponta que, em 2013, 10,2% dos brasileiros com 18 anos ou mais que estavam fora do mercado de trabalho tinham algum tipo de depressão, de um total de 61,8 milhões de pessoas que não trabalhavam, nem desejavam entrar no mercado, num total de 93 milhões de pessoas empregadas.

O levantamento mostra que cerca de 160 milhões integravam a População em Idade Ativa (PIA) do país, em um país de 200,6 milhões de pessoas, segundo o Censo 2010.

Já os brasileiros em idade ativa que estão desocupados, mas procurando emprego, o número é de 5,7 milhões de pessoas. Já entre as pessoas fora do mercado de trabalho que não procuravam emprego, o total chega a 11,2 milhões. Ainda segundo o estudo, 12,6% da população fora do mercado tomava algum tipo de remédio para dormir. As mulheres apresentaram percentual de prevalências de diagnóstico de depressão mais alto, com 10,1%.

A pesquisa aponta que o diagnóstico médico de depressão aumenta até o grupo de 40 a 59 anos, onde se observa a redução do problema a partir dessa faixa, com 8,2%. Já  para as pessoas acima de 60 anos, a prevalência é de 7,4%.