Desenvolvimento de tecnologias contra o Aedes recebe apoio financeiro

Da redação

Repasse de R$ 10 milhões será destinado a seis pequenas empresas de São Paulo para desenvolvimento de novas tecnologias de combate ao mosquito Aedes aegypti. O investimento é do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, por meio da Financiadora de Estudos e Projetos e da Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo.

As empresas, selecionadas em chamada pública cujo resultado foi divulgado em janeiro, estão trabalhando em repelentes, diagnósticos rápidos e armadilhas para captura do mosquito. Uma dessas empresas, está desenvolvendo um repelente natural com base no ramnolipídeo, um composto produzido a partir de bactérias.

A substância era conhecida como um composto natural capaz de reduzir a tensão superficial de líquidos. É utilizado na indústria, principalmente em produtos de limpeza, como detergentes, pela capacidade de unir substâncias que não se misturam como água e óleo, e na indústria de cosméticos.

A previsão é que o serviço comece a ser comercializado em São Paulo em meados de 2018 e seja distribuído para os demais estados do País posteriormente.

*Informações Portal Brasil