DIADEMA REALIZA CAMPANHA DE BUSCA ATIVA DA TUBERCULOSE

Para identificar pessoas que apresentem os sintomas da tuberculose (TB), a Prefeitura realiza a Campanha de Busca Ativa de Sintomáticos Respiratórios, que começou no início de março e vai até dia 23. Esta é uma ação do Programa de Controle da TB de Diadema em parceria com a Vigilância à Saúde e Atenção Básica.

A Campanha é realizada em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e tem papel fundamental no diagnóstico precoce dos casos, que juntamente com início imediato do tratamento e avaliação resulta no controle da doença.

O município acompanha em torno de 100 casos por ano de pacientes com tuberculose. A coordenadora do Departamento de Vigilância à Saúde, Andreia Garbin, ressalta que o exame de baciloscopia de escarro é simples e essencial para o diagnóstico. “A tuberculose ainda é um problema de saúde pública, pois temos muitos casos da doença que se transmite facilmente entre as pessoas. Quem tiver tosse há mais de três semanas deve procurar uma Unidade Básica de Saúde para realizar o exame de escarro, que é muito simples”.

Além de tosse por mais de três semanas, também são sintomas da doença cansaço excessivo, sudorese noturna, falta de apetite, febre e emagrecimento. A tuberculose é causada pelo Bacilo de Koch (BK) ou Mycobacterium tuberculosis e pode afetar pulmões, ossos, rins e meninges.

Após o diagnóstico, o combate à doença tem início imediato. A TB pode ser facilmente transmitida pelo ar, saliva ou a partir do contato direto com outros tipos de secreções corporais do indivíduo contaminado pela bactéria. O tratamento é totalmente gratuito e tem duração de, no mínimo, seis meses e deve ser continuado até a alta médica. Em poucas semanas, o paciente para de transmitir a doença. A interrupção pode agravar o caso.

Em crianças, a principal forma de prevenção é vacina BCG. Outra indicação é evitar aglomerações em ambientes fechados e não utilizar objetos de pessoas contaminadas.

Prêmio

Em 2017, Diadema ganhou o prêmio de Qualidade nas Ações de Controle da Tuberculose (TB), concedido pelo Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado de São Paulo, aos municípios que ultrapassaram 85% de cura de casos novos da doença em moradores diagnosticados em 2016. Na região do Grande ABC, apenas Diadema alcançou o índice e recebeu reconhecimento pela 12ª vez consecutiva.

Fonte: Prefeitura de Diadema