Dicas para adaptar o cachorro em um apartamento

Da redação

Manter um cão dentro de um apartamento pequeno, não é tarefa fácil. Independentemente do porte, cães são animais sociais, que vivem em grupo e gostam disso. Os peludos enxergam a família como parte de seu grupo. Por esse motivo, mesmo que você more em uma mansão, os cães tendem a preferir estar perto da família e não no quintal.

Nesse sentido, a dica principal é manter sempre uma rotina de exercícios e atividades. A frequência e a intensidade vão depender do temperamento e do porte do animal. Para cães com alto nível de energia são recomendados pelo menos dois passeios longos, todos os dias. Esse passeio deve ser vigoroso, pois o pet deve gastar energia. Jogar bolinha, esconde-petisco e treinar comandos também são ótimas possibilidades de gastar a energia do cão e de também estreitar o laço com ele.

Já cães com menor nível de energia precisam de menos tempo de exercícios e de caminhadas (em média, de 20 a 30 minutos, pelo menos uma vez ao dia), mas necessitam diariamente de passeios e de brincadeiras, como qualquer cachorro.

Além dos constantes passeios, é muito importante que você enriqueça o ambiente em que o seu pet vive, especialmente ele se mora em apartamento. Brinquedos específicos para cães, outros que liberem comida e petiscos são ideias para que ele fique entretido especialmente quando estiver sozinho em casa. Essas medidas simples podem evitar, inclusive, que ele destrua móveis e objetos da casa.

 

*Informações IG