O Ame (Ambulatório Médico de Especialidades), localizado na Avenida Capitão Mário Toledo de Camargo, 3.330, na Vila Luzita, em Santo André, será transformado em hospital de campanha até o fim de março. A informação foi divulgada pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), nesta segunda-feira (8). Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, serão 15 de enfermaria e dez de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Outros dez municípios serão contemplados com leitos estaduais exclusivos para pacientes com Covid-19. São 280 no total, sendo 140 de UTI e 140 de enfermaria.

Conforme o secretário estadual de Saúde, Jean Carlo Gorinchteyn, as unidades funcionarão em anexo a estruturas hospitalares já existentese e não em locais improvisados. Ainda de acordo com o secretário, nesta semana o governo estadual deve anunciar nova leva de leitos a serem abertos. “Número bastante robusto para que possamos atender toda nossa população”, disse durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

No município andreense seguem funcionando os hospitais de campanha montados no Complexo Esportivo Pedro Dell’Antonia e na UFABC (Universidade Federal do ABC). A região também conta com o de Ribeirão Pires (que pode ser desativado em um mês, caso o Estado não banque sua continuidade) e com a reabertura do hospital de São Caetano, ainda sem data. Além disso, o Estado prometeu mais 120 leitos, distribuídos em Santo André, São Caetano, Diadema, Mauá e Ribeirão Pires.

No sábado (6), os leitos públicos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Grande ABC destacados para atender pacientes com o novo coronavírus estavam com 86% da capacidade ocupada.

Fonte: DGABC

Deixe uma resposta