Início Cidades Curiosidades Elon Musk quer criar cidade com economia baseada em criptomoeda

Elon Musk quer criar cidade com economia baseada em criptomoeda

Foto: Aranami/Flickr

Esqueça os carros autonômos da Tesla e os chips cerebrais por enquanto: o segundo homem mais rico do mundo, Elon Musk, agora quer criar uma cidade no Texas para lançar foguetes.

Em Starbase (como será batizado o novo local), todo o sistema financeiro será baseado em criptomoedas, mais especificamente na Dogecoin, moeda que surgiu como um meme na internet em 2013 e que recentemente foi defendida por Musk. Em uma piada, o empresário também afirmou que cachorros serão bem-vindos à Starbase (em uma alusão à palavra dog).

Musk entrou em contato com autoridades do Texas com o objetivo de incorporar “uma área muito maior que a comunidade de Boca Chica Village” ao estado. É nessa região, que não faz parte do texas, que está sendo construído o foguete Starship, voltado para viagens espaciais para Marte e para a Lua.

Boca Chica ainda não possui uma rede pública de abastecimento de água, apesar de já ter eletricidade. Um juiz do Condado de Cameron confirmou os planos de Musk em um comunicado publicado no site oficial da área. Segundo ele, Musk expressou seu interesse em incorporar o município à cidade de Starbase. “Se a SpaceX e o Elon Musk realmente quiserem continuar por este caminho, eles terão de obedecer a todos os estatutos de incorporação estadual”, afirmou o juiz Eddie Treviño.

Musk tem uma fortuna estimada em US$ 177 bilhões de dólares, segundo a Bloomberg — e ocupou o posto de homem mais rico do mundo por algumas semanas até ser deixado para trás por Jeff Bezos, da Amazon. Ter uma cidade era só o que faltava na carteira de investimentos do bilionário.

Aceita Dogecoin?

Tudo que acontece na internet não permanece na internet — ao contrário daquele ditado sobre Las Vegas, comum em filmes de comédia americanos. O que começou com um meme há oito anos acabou se tornando uma criptomoeda com capitalização de US$ 6,4 bilhões.

Em 2013, se espalhou nas redes sociais uma imagem de um cachorro da raça Shiba Inu, com palavras soltas (e erradas) sobre criptomoedas em volta dele. Não demorou para que o programador Billy Markus comprasse a ideia de Jackson Palmer, do marketing da Adobe, para desenvolver uma moeda mais simples e ampla do que o Bitcoin.

A Dogecoin teve um crescimento muito rápido em relação a outras criptomoedas, conseguindo colocar cerca de 100 milhões em circulação em menos de dois anos.

O que começou como piada tomou proporções gigantes e, agora, quem mora nos Estados Unidos, consegue comprar uma Doge em caixas eletrônicos.

Nesta quarta-feira (3), a moeda estava em alta de 2,35%. Atualmente, a moeda é a 14ª maior criptomoeda do mundo. Foi muito além do meme.

Leia mais: CNN

Deixe uma resposta