Em São Bernardo, 1º Congresso Latino-Americano mostra força da indústria automotiva

O Congresso Latino-Americano da Indústria Automotiva vem, em sua primeira edição, discutir o futuro da indústria automotiva, bem como a integração das empresas do setor para o aumento da competitividade. Organizado pela Prefeitura de São Bernardo em parceria com a Editora AutoData, principal publicação de análise econômica e de assuntos relacionados ao setor automotivo, o evento ocorre nos dias 25 e 26 de março (segunda e terça-feira), das 9h às 17h00.

Importantes autoridades de âmbito nacional e estadual, além dos executivos das principais montadoras (Volkswagen, Scania, Mercedes-Benz, Toyota e outras) e de fornecedores de autopeças foram convidadas a fazer parte desse debate. Entre os nomes confirmados está o do prefeito Orlando Morando, Henrique Meirelles, secretário da Fazenda e do Planejamento do Estado de São Paulo, Patricia Ellen da Silvia, secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo, Caio Megale, secretário de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação do Ministério da Economia, Dante Sica, ministro da Indústria e do Trabalho da Argentina, entre outros.

A realização deste evento em São Bernardo está inserida na política implementada por esta gestão de fomento ao setor e ao desenvolvimento de políticas voltadas à qualificação e aprimoramento dos processos produtivos, como forma de agregar valor ao que é produzido localmente. Para o prefeito Orlando Morando, era natural a cidade receber um evento dessa envergadura, pois é o berço da indústria automotiva no país.

Entre os assuntos abordados no Congresso estarão a importância da indústria automotiva, as políticas de estados aplicadas a este setor, a visão dos atuais governos – municipal, estadual e federal – no desenvolvimento da indústria automotiva e o papel deste setor na economia brasileira. Outros assuntos a serem discutidos: a interação da indústria brasileira com os demais países da América Latina, em destaque a Argentina, importante parceiro do setor, assim como a decisão da Ford em fechar a fábrica de São Bernardo e a permanência da GM em São Caetano.

O Congresso também trará contribuições para as discussões sobre a necessidade de evolução e aprimoramento do nível tecnológico aplicado nos processos produtivos e sobre o fortalecimento deste setor econômico para a região, sobretudo para São Bernardo, que detém o maior número de indústrias, com reflexo direto no nível de arrecadação, geração e manutenção de empregos e oferta de renda.

Os debates serão feitos por meio de mesas redondas e palestras. Paralelamente aos eventos, haverá salas de vidro, localizadas no 1º andar interno, onde ocorrerão encontros do Departamento de Engenharia das empresas participantes, além de estandes e painéis.