Em São Bernardo, Campanha do Agasalho bate recorde de arrecadação

Com o recorde de 152.697 peças arrecadadas, a Prefeitura de São Bernardo encerrou, na última quinta-feira (23), a Campanha do Agasalho 2018, em cerimônia realizada na Secretaria de Assistência Social. A meta original do Fundo Social de Solidariedade (FSS) era a de coletar pelo menos 140 mil itens ao longo dos três meses de campanha, iniciada no dia 24/05.

Ao todo, foram entregues 700 caixas coletoras e 460 pontos de arrecadação ficaram disponíveis no município. Os números ganharam reforço com as entregas de agasalhos feitas na “Loja Vazia”, que somaram 1.035 peças no período de um mês em que ficou aberta no Shopping São Bernardo Plaza.

ARRECADAÇÃO – As gincanas realizadas nas escolas municipais foram responsáveis pela doação de 17.584 itens. A EMEB Arlindo Miguel Teixeira venceu o concurso e ganhou um dia com brinquedo inflável na unidade.

Por sua vez, a ação voluntária de servidores públicos somou outras 20 mil peças ao total arrecadado pelo Fundo. Já a Liga de Futebol de São Bernardo colaborou com 1.392 agasalhos.

Além disso, a ação “Cabide Solidário” garantiu a doação de 625 itens de vestuário. O evento, realizado em junho, nas bases da Guarda Civil Municipal (GCM) do Batistini, Riacho Grande e Vila São Pedro, disponibilizou 671 itens, 621 peças de vestuário e 50 cobertores, para a população mais carente e por conta disso chamou a atenção de outras pessoas que decidiram doar ao programa.

No ano passado, a meta de 50 mil peças foi atingida após 3 semanas do início, quando, ao todo 138.952 mil produtos entre vestuários, calçados e cobertores foram arrecadados, contabilizando um número sem qualquer precedente na cidade.

Além do Prefeito Orlando Morando, da presidente do FSS, Greici Picolo Morseli, também participou do evento, o aluno Lucas Bispo dos Santos, da EMEB Profª. Nádia Aparecida Issa Pina. Ele venceu o Concurso Cultural para Escolha da Mascote da Campanha do Agasalho 2018.

SOLIDARIEDADE – Houve também aumento no número de entidades atendidas, para 107. Entre elas estão a Casa São Vicente de Paulo, a CASA, a Shekinah, o Instituto J.Augusto e a Aldeias Infantis. Das 152,7 mil peças arrecadadas, pelo menos 109 mil já foram entregues. O restante ficará como reserva técnica.

Diversas entidades da sociedade civil também demonstraram engajamento e participaram da triagem das roupas, entre elas estão o Grupo Toyota, a ONG Mãos que Ajudam, o Tiro de Guerra de São Bernardo e os estudantes do Colégio Barão de Mauá.