Em São Bernardo, obras do Bom Prato são iniciadas e entrega será em novembro

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, assinou na segunda-feira (13), ao lado do secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Gilberto Nascimento Junior, termo de colaboração para início das obras de implantação da primeira unidade do programa de segurança alimentar do governo estadual, denominado Bom Prato, no município.

O restaurante popular terá obras iniciadas em área ociosa ao Poupatempo, na região central. A expectativa é que a unidade inicie os serviços até o final de novembro deste ano.

Ao todo, estão sendo investidos R$ 4,1 milhões no local – sendo R$ 2,2 milhões do Estado (R$ 1 milhão para implantação do restaurante e R$ 1,2 milhão para custeio de refeições ao longo de dez meses) e outros R$ 1,9 milhão de contrapartida do município. O espaço será gerenciado pelo Centro Regional de Atenção aos Maus Tratos na Infância do ABCD (Crami), entidade vencedora de chamamento público lançado pelo governo do Estado no final do ano passado.

Quando concluída, a unidade terá capacidade para oferecer 1,8 mil refeições diariamente, sendo 1,5 mil almoços, por R$ 1, e 300 cafés da manhã, a custo de R$ 0,50. Crianças de até seis anos de idade têm a refeição gratuita. O programa garante alimento de qualidade e balanceado, com controle do Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital). A unidade de São Bernardo funcionará de segunda à sexta-feira, das 7h às 9h, no café da manhã e a partir das 10h30 no almoço.

O restaurante ficará localizado em posição estratégica, próximo à rodoviária João Setti e à secretaria de Assistência Social, que realiza o atendimento ao público em vulnerabilidade social.

O programa – O Bom Prato foi criado em dezembro do ano 2000 com objetivo de oferecer refeições saudáveis e de alta qualidade a custo acessível à população de baixa renda. O programa conta com 52 unidades em funcionamento, sendo 22 localizadas na Capital, nove na Grande São Paulo, seis no litoral e 15 no interior.