Empréstimo para terminar obras em SBC é aprovado

Da redação

A Prefeitura de São Bernardo, sob gestão de Orlando Morando, garantiu, na quarta-feira (09), a autorização para contratação de crédito externo no valor de até US$ 125 milhões, com garantia da União, para a retomada de inúmeras obras inacabadas na cidade, deixadas pelo governo anterior, como o Corredor Leste-Oeste; e de saneamento, com a implantação de um sistema de drenagem para eliminar a ocorrência de alagamentos em duas áreas da cidade: no Centro e na região do Ipiranga/Vivaldi, no bairro Rudge Ramos.

O aval foi concebido após crivo do Senado, em sessão ordinária nesta quarta-feira (09), presidida por Eunício de Oliveira (PMDB-CE), em votação no plenário e que foi acompanhada de perto pelo chefe do Executivo de São Bernardo. A votação dos senadores obedeceu o parecer da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), emitido um dia antes e que permite a operação entre a Corporação Andina de Fomento (CAF) e São Bernardo, em recursos a ser utilizados na contrapartida do município, em projetos que foram inacabadas na cidade.

A conquista da atual gestão de São Bernardo destrava um dos principais dramas da cidade, que assistiu nos últimos anos, uma programação ineficaz para o início de muitas obras, sem que se fosse acompanhado a real condução dos projetos, com andamento e conclusão.

A decisão final em Plenário atendeu pedido de urgência sugerido pelo senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO). Em seu relatório, o senador Flexa Ribeiro (PSDB-PA) salientou que as informações prestadas pela Secretaria do Tesouro Nacional mostram que São Bernardo atende aos limites e requisitos da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) para a prestação de garantia, pela União, ao empréstimo junto ao CAF.