Este mês, Brasil completa um ano sem casos de Sarampo

Da redação

Neste mês, o Brasil completou um ano sem casos de Sarampo. Com isso, o país interrompe a circulação endêmica dessa enfermidade infecciosa. A constatação foi feita pela presidente do Comitê Internacional de Avaliação e Documentação da Eliminação do Sarampo.

Esse resultado foi alcançado por meio de um esforço conjunto da OPAS/OMS (Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde), do Ministério da Saúde e das Secretarias de Saúde do Estado do Ceará e dos municípios de Fortaleza e Caucaia, de Universidades e da Associação Brasileira de Enfermagem.

Eles contribuiram com a ação investindo R$ 1,2 milhão para apoiar nos custos de ações para o controle do surto e no recrutamento de 165 enfermeiros e auxiliares de enfermagem. Esses profissionais participaram do mapeamento das regiões com maior transmissão de sarampo. A iniciativa permitiu que a vacinação fosse feita tanto em Unidades Básicas de Saúde quanto nas casas das pessoas que viviam nas áreas de maior circulação do vírus causador da doença.

A organização internacional também distribuiu para todos os municípios brasileiros 10 mil exemplares de uma ferramenta em forma de disco elaborada para facilitar a investigação de casos suspeitos de sarampo, rubéola e síndrome de rubéola congênita. Foi entregue uma unidade para cada município e para os 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEIs). Além disso, nas localidades onde foram notificados casos importados de sarampo de 2013 a 2015, foi entregue um para cada unidade de saúde.