Estimativa para o PIB melhora, mas sobe previsão de inflação

images (1)Após a indicação de Ilan Goldfajn para a presidência do Banco Central, economistas melhoram a estimativa para o PIB (Produto Interno Bruto) no final de 2016, mas sobem novamente a projeção de inflação.

A estimativa para a inflação continua acima do limite máximo da meta do governo. O objetivo é manter a alta dos preços em 4,5% ao ano, mas há uma tolerância de dois pontos para mais ou menos (ou seja, variando de 2,5% a 6,5%).

Para os próximos 12 meses, a projeção de inflação caiu de 6,09% para 6,01%. Para 2017, os economistas mantiveram a previsão para a inflação, de 5,5%.

As projeções para o PIB e para a inflação são semelhantes às do governo do presidente interino Michel Temer. O governo vê encolhimento de 3,8% da economia e alta de preços de 7% no final de 2016.