Ex-ministro, Antônio Palocci, tem pedido de habeas corpus recusado

Por Bianca Goes

O ex-ministro Antônio Palocci, que está preso desde setembro de 2016 tem seu habeas corpus retomado em julgamento na última quarta-feira (11)

Condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, na Operação Lava Jato, o ex-ministro Antônio Palocci, teve a retomada do julgamento de seu habeas corpus nesta última quarta feira. A primeira sessão da Corte rejeitou o pedido por questões processuais, com 6 votos a 5.

De acordo com as investigações, a empreiteira Odebrecht tinha uma ligação com o PT, partido de Palocci, e uma conta-corrente destinada às ações de propina. Segundo os investigadores, a conta era gerida pelo réu, e os pagamentos a ele eram feitos por meio do setor de operações da empresa, responsável pelo pagamento de propina a políticos em troca de benefícios na Petrobras.

A decisão da Corte, de quarta-feira, foi da seguinte forma:

A FAVOR DA ANÁLISE DO HABEAS CORPUS CONTRA A ANÁLISE DO HABEAS CORPUS
Dias Toffoli Edson Fachin
Ricardo Lewandowski Alexandre de Moraes
Gilmar Mendes Luís Roberto Barroso
Marco Aurélio Mello Luiz Fux
Celso de Mello Rosa Weber
Cármen Lúcia

A defesa do ex- ministro alegou que o caso deveria ser julgado pela segunda turma da Corte e protocolou outro pedido de habeas nesta quinta-feira (12). Por 7 votos a 4, Supremo decidiu não conceder a ordem de habeas corpus para o ex-ministro Antônio Palocci e ele é mantido preso.