Fiat, Porsche e Mitsubishi anunciam recall

Da redação

Modelos da Fiat, Porsche e Mitsubishi estão na lista por falhas no airbag, embreagem, freio e outros mecanismos.

2016-fiat-500-52_800x0wNo caso da fabricante Fiat Chrysler, os veículos que podem apresentar defeito são os Fiat 500, ano/modelo 2012 a 2016, equipados com câmbio manual com números de chassis não sequenciais de 3C3CFBR1C100677 a 3C3AFFAR1GT173711. A possibilidade informada pela empresa são possíveis falhas no sistema de embreagem.

Mais informações sobre o recall podem ser obtidas no telefone 0800 707 1000 e no site www.fiat.com.br. De acordo com a Fiat, quando houver solução definitiva para o defeito, os proprietários serão convocados para a segunda fase do recall.

0,,15671011,00Proprietários dos veículos Mitsubishi, modelo L200 Triton, fabricados entre junho de 2007 a dezembro de 2010, números de chassis (finais, não sequenciais) de 00001 a 30009, também devem ficar atentos.

De acordo com a fabricante, os proprietários devem agendar a substituição do insuflador da bolsa de air bag do motorista em uma concessionária da Mitsubishi. Estão disponíveis datas a partir de 4 de julho.

Informações aos proprietários devem ser obtidas no número 0800 702 0404, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, no e-mail sac@hpeautos.com.br ou no site www. mitsubishimotors.com.br.

2010-2011_Porsche_Cayenne_(92A)_S_wagon_(2011-08-03)_02A Porsche anunciou recall a proprietários de todas as versões dos veículos modelo Cayenne (92A), ano/modelo 2011 a 2016, fabricados entre 15/1/10 a 11/1/16, com numeração de chassis (não sequenciais) BLA00152 até GLA94712. O problema é que o freio pode não funcionar em alguns casos.

Para mais informações, a Porsche disponibiliza o telefone 0800 729 1911 e o e-mail infobrasil@porsche.com.br. O proprietário também poderá agendar diretamente o reparo, entrando em contato com a concessionária da sua preferência pelo telefone: (11) 5644-6700, São Paulo – SP.

Caso algum proprietário já tenha sofrido acidente por conta dos defeitos apontados na lista de recall, é possível solicitar reparação por danos morais e patrimoniais, quando for o caso, conforme orientações da Fundação Procon.

Assista o comercial da TV Mais: