França vai combater Estado Islâmico

05425613Da redação

Neste sábado (16), o ministro da Defesa da França, Jean-Yves le Drian disse que é importante continuar a luta contra o Estado Islâmico.

Ele confirmou também que as autoridades da França vão manter em vigor o Plano Sentinela, no âmbito do qual são mobilizados 10 mil militares para defender o território nacional do país.

Na noite de 14 para 15 de julho de 2016, na cidade francesa de Nice, um caminhão atropelou uma multidão de pessoas que estavam em uma avenida marginal para assistir à queima de fogos de artifício em homenagem ao feriado nacional da França – o Dia da Tomada da Bastilha.

O número de mortos no atentado até o momento é de 84 pessoas e mais de 200 ficaram feridas. De acordo com o presidente da França, François Hollane, 50 pessoas estão feridas gravemente e correm risco de morrer.

O grupo terrorista Estado Islâmico assumiu a responsabilidade pelo atentado.