Gabinete de crise é criado para gerenciar as Olimpíadas

Da redação

olimpiadas_rio_330x176_radioagencia_carrossel_mb_0A Procuradoria-Geral da República (PGR) criou um gabinete de crise e um grupo de apoio com foco para a Olimpíada Rio 2016, que vão atuar até 31 de agosto. A portaria saiu na edição de hoje (11) do Diário Oficial da União.

A coordenação do gabinete ficará por conta do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e vai contar com procuradores-gerais de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, do Ministério Público Militar e dos Ministérios Públicos dos estados em que haverá eventos da Olimpíada.

Um integrante do Conselho Nacional do Ministério Público também fará parte. Ademais, o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, também será integrante do gabinete.