Garré lamenta queda do Santo André e afirma: “tudo que fazíamos dava errado”

Por Lucca Serra

Jogador ainda comentou sobre seus planejamentos para o segundo semestre.

Titular da equipe do Santo André na reta final do campeonato Paulista, o meia Guilherme Garré se diz triste pelo rebaixamento do time e afirma que faltou mais entrega de todos. O jogador também contou que a falta de jogos durante o ano prejudica o time na disputa do estadual:

“O Santo André infelizmente não tem calendário, mesmo disputando a Copa Paulista, poucos jogadores vão continuar para o paulista, então automaticamente o grupo que vai vir pro estadual do ano que vem vai ser novo, vai acabar se conhecendo na pré temporada, isso querendo ou não atrapalha um pouco.” Afirmou o jogador.

Quando foi perguntado sobre o que achou que faltou para o Ramalhão permanecer na série A1, Garré disse que em nenhum momento desistiram, mas que tudo o que faziam dava errado:

“Faltou comprometimento de todos, faltou um algo a mais, lutamos, nunca desistimos, mais parecia que as coisas não estavam dando certo para nós, tudo que fazíamos dava errado.” Contou.

Em jogos que o atleta começava no banco de reservas, a torcida sempre pedia para o técnico Sergio Soares colocar o jogador, e quando questionado  como é esse carinho pra ele, Garré respondeu:

“Tenho muito carinho pelo Santo André e principalmente pela torcida, fico muito feliz por eles terem esse carinho por mim, me motiva muito, todos os jogos dei meu melhor do início ao fim, e fico muito grato pela torcida deles”.

No final da entrevista, o meia também disse que tem contrato com o Santo André mais não sabe o que vai acontecer, mas que confia em um segundo semestre bom.