Genéricos são remédios mais vendidos no Brasil

Da redação

Medicamentos genéricos são a preferência do brasileiro na hora de comprar remédios. É o que aponta um levantamento da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) divulgado ontem (14).

O Anuário Estatístico do Mercado Farmacêutico 2016 mostra que, ao todo, 1,46 bilhão de embalagens foram comercializadas no ano passado, o que corresponde a 32,4% das unidades. As vendas geraram um faturamento de R$ 8,58 bilhões, o equivalente a 13% do mercado.

Enquanto isso, os remédios similares venderam 1,42 bilhão de unidades, seguidos pelos novos, com 925,71 milhões.

Além disso, boa parte desses produtos foi fabricada no País: entre os 20 laboratórios com maiores faturamentos na venda dos genéricos, 16 eram brasileiros. Segundo a Anvisa, esse indicador aponta para a qualidade do parque industrial nacional na produção de genéricos. O número de remédios registrados por essas empresas chega a 2.119.

O documento ainda indica que os medicamentos que são fabricados a partir da manipulação genética, também chamados de biológicos, tiveram aumento significativo nas vendas no ano passado. Cerca de 213,2 milhões de embalagens foram comercializadas.

O principal comprador desses remédios é o Ministério da Saúde, que os distribui por meio do SUS (Sistema Único de Saúde) para o tratamento de doenças crônicas como o câncer.