Início Política Brasil Grande ABC avança para ter terceiro ponto de distribuição de remédios...

Grande ABC avança para ter terceiro ponto de distribuição de remédios de alto custo

GT Saúde do Consórcio Intermunicipal Grande ABC debateu ampliação do serviço na manhã desta segunda-feira (26/8)

A ampliação da descentralização da entrega de medicamentos de alto custo no Grande ABC foi o tema central da reunião do Grupo de Trabalho (GT) Saúde do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, realizada na manhã desta segunda-feira (26/8) na sede da entidade regional, em Santo André. As informações trocadas no encontro dão conta de que São Caetano do Sul deve ser a próxima cidade da região a receber o serviço.
Os técnicos do município informaram ao GT que a adaptação de uma área dentro do Atende Fácil (Rua Major Carlo Del Prete, 651, Centro) já está em fase final. A previsão é que as intervenções sejam concluídas em setembro, quando o local deve ficar à disposição da Secretaria Estadual da Saúde para implementação do serviço.
São Caetano deve ser a terceira cidade da região a ter entrega de medicamentos de alto custo. No Grande ABC, a distribuição desses remédios era feita somente no Hospital Estadual Mário Covas, em Santo André. A descentralização do serviço é uma demanda antiga do Consórcio ABC, que debate o tema há pelo menos oito anos. Após articulação da entidade regional, o Governo do Estado iniciou, em maio deste ano, operação também dentro do Poupatempo de São Bernardo do Campo.
A expectativa é que o Poupatempo de Santo André também receba uma unidade. Os técnicos do município informaram o GT Saúde do Consórcio ABC que o projeto para o novo equipamento teve de ser readequado e reapresentado àSecretaria Estadual da Saúde – a prefeitura andreense aguarda retorno da pasta estadual.
“Estamos trabalhando para que a Farmácia de Alto Custo chegue ao maior número de cidades possível na região. É um serviço que impacta diretamente na qualidade de vida dos moradores”, afirmou o secretário-executivo do Consórcio ABC, Edgard Brandão.
Histórico
A proposta de descentralização da farmácia de alto custo é uma demanda antiga do Consórcio ABC. O tema é debatido pelas sete cidades há pelo menos oito anos e começou a ser discutido entre os municípios e Estado em 2011, por meio de articulação da entidade regional.
Em fevereiro de 2013, o Grupo de Trabalho (GT) Saúde do Consórcio ABC incluiu a ação como uma das pautas a serem cobradas do Governo do Estado. Em setembro do mesmo ano, a reivindicação foi encaminhada para David Uip, que tinha acabado de assumir a Secretaria Estadual da Saúde.

Já em junho de 2015, a descentralização da entrega de medicamentos de alto custo foi novamente cobrada pelo Consórcio ABC. Na ocasião, surgiu a proposta de entrega desses remédios nos Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs) de Santo André e Mauá, além da continuidade do serviço no Hospital Estadual Mário Covas. Em agosto do mesmo ano, a entidade regional voltou a cobrar a implantação do sistema.


O tema foi retomado pelos prefeitos do Grande ABC em fevereiro de 2017. Em maio daquele mesmo ano, uma das propostas analisadas foi a criação de centros de distribuição em Santo André, São Bernardo, São Caetano do Sul, Diadema e Mauá, sendo que esta última faria o repasse a Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.


Em janeiro de 2018, os chefes dos Executivos municipais decidiram propor que a retirada dos medicamentos ocorra em unidades do Poupatempo instaladas na região (Santo André, São Bernardo e Mauá) e no Atende Fácil de São Caetano. Dois meses depois, o então governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, autorizou o início do processo de distribuição descentralizada de medicamentos de alto custo no ABC, tendo o Poupatempo de São Bernardo como projeto piloto. 
Neste ano, o diálogo entre os municípios e o Governo do Estado foi retomado em uma reunião entre prefeitos e secretários municipais da região com o secretário estadual da Saúde, José Henrique Germann Ferreira. Na ocasião, foi acordado um calendário de atividades para ampliação do serviço no Grande ABC – a distribuição foi iniciada no Poupatempo de São Bernardo do Campo em maio.  

Deixe uma resposta