Grande ABC tem aumento na arrecadação com as multas de trânsito

Apesar do número de infrações no trânsito ter diminuído ao longo do ano passado, a arrecadação com multas na região ainda segue em alta. De acordo com o levantamento feito pelo Diário do Grande ABC, quatro prefeituras (Santo André, São Bernardo, São Caetano e Mauá) tiveram os cofres públicos preenchidos com 110 milhões de reais – contando apenas até outubro.

O índice é 26% superior aos primeiros dez meses de 2016. Se o total fosse dividido para todos os 2,1 milhões de habitantes que vivem no ABC, daria um valor de R$ 50 para cada um quitar as dividas de trânsito.

Tanto o poder municipal quanto o estadual afirmam que o crescimento na arrecadação deve-se principalmente pela alta promovida pelo governo federal, no final de 2016. No entanto, alguns especialistas descordam das afirmações e citam a falta de transparência sobre o destino da verba proveniente de multas.

O artigo 320 do Código de Trânsito Brasileiro prevê que toda verba proveniente de infrações de trânsito deve ser revertida em melhorias nos diversos sistemas de trânsito (rodovias, ruas, viadutos…).

De acordo com os dados fornecidos pelos municípios, apenas Diadema, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra apontaram um recuo na aplicação de multas. Comparados ao mesmo período de 2016 e 2017.