Foto: Cemaden / MCTI

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), fará a instalação de 15 plataformas de coleta de dados geotécnicas (PCDs geotécnicas) nas áreas de alto e muito alto risco de deslizamentos e movimentos de massa do Grande ABC.

Cada plataforma é composta por sensores geotécnicos e pluviômetro automático. Os equipamentos possibilitam o estabelecimento de correlação entre a quantidade de chuva e a umidade do solo, fatores que desencadeiam o deslizamento e movimento de massa nas encostas urbanas.

Para viabilizar o projeto, a equipe do Projeto RedeGeo, do Cemaden finalizou a identificação, em fevereiro deste ano, dos locais adequados para a instalação das plataformas em seis municípios do Grande ABC. O trabalho contou com apoio e parceria de especialistas e das Defesas Civis municipais.

As PCDs geotécnicas serão instaladas em Santo André, São Bernardo do Campo, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. Sem áreas de risco alto e muito alto de deslizamentos, São Caetano do Sul não entrou na lista de instalação dos equipamentos do Projeto RedeGeo.

O geólogo Daniel Metodiev, pesquisador do Cemaden, explicou que alguns dos locais identificados poderiam ser considerados como estratégicos por ficarem na divisa entre várias áreas de risco alto a muito alto em dois municípios, representando assim várias áreas de risco em comunidades de alta vulnerabilidade.

“É muito importante salientar que todos estes locais propostos pelo Cemaden e pelas Defesas Civis do Grande ABC correspondem completamente com o mapeamento de risco geológico feito por diversas instituições de pesquisa, como o IPT, IG e CPRM, bem como cobrem todas as áreas de concentração de ocorrências registradas no banco de dados do Cemaden, ocorridas desde 2005”, explicou o pesquisador.

O secretário-executivo do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, Acacio Miranda, ressaltou que os novos equipamentos vão contribuir para reforçar o trabalho preventivo realizado pelas Defesas Civis municipais.

“O trabalho de prevenção inclui o mapeamento das áreas de risco, a localização e constatação de situações que possam culminar em desastres ou acidentes. Por meio desta iniciativa, o Cemaden coloca o Grande ABC como região prioritária para o monitoramento geológico”, afirmou Acacio Miranda.

ABCdoABC

Deixe uma resposta