O grupo Plena Saúde chega ao Grande ABC com a primeira unidade própria em Santo André, que inicia o atendimento ao público na próxima semana. Localizada no Centro, com investimento de R$ 5 milhões, a estrutura vai funcionar como PS (Pronto Socorro) adulto e infantil, com atendimento de especialistas e realização de exames. A previsão é de que sejam injetados mais R$ 20 milhões na região nos próximos meses, com pelo menos quatro novas unidades.

De acordo com o vice-presidente do grupo, Roberto Ranieri, a de Santo André será a primeira mega unidade própria da região – o grupo possui hospitais conveniados nas sete cidades. O prédio, localizado na Rua Coronel Fernando Prestes, número 78, possui área de 1.500 metros quadrados com estacionamento próprio, 10 leitos de enfermaria, com estrutura própria para exames de imagem, como raio X, além de outros diagnósticos como endoscopia e densitometria óssea, por exemplo.

“Mais para frente, pretendemos fazer pequenas cirurgias”, afirmou o executivo, completando que a ideia é que já nas próximas semanas, o atendimento seja estendido para 24 horas. “A ideia é que nosso paciente tenha toda a estrutura disponível e que só precise se deslocar, lembrando que também teremos ambulância própria, para casos graves.”

Inicialmente, o PS andreense já vai funcionar com 40 colaboradores, – estarão disponíveis os serviços de consultas eletivas e exames de laboratório –, mas a ideia é que este número dobre para o funcionamento 24 horas.

Já a unidade que funcionará no Centro de Ribeirão Pires deve abrir as portas em maio e também deve empregar 80 trabalhadores. Interessados em vagas na área da saúde, como enfermeiros, ou em oportunidades para recepcionistas e auxiliar de limpeza, deve encaminhar currículo ao e-mail selecao@plenasaude.com.br.

Além disso, o Plena Saúde também planeja unidades próprias em Mauá, Diadema e São Bernardo, totalizando cerca de R$ 25 milhões de investimento na região.

Há mais de 30 anos no mercado de convênios de saúde, o grupo oferece prestação de serviços médicos e hospitalares a mais de 85 mil vidas. De acordo com Ranieri, a entrada no Grande ABC é sonho realizado. “Somos da região Noroeste (do Estado) e temos unidades em cidades como Cajamar e Jundiaí.” Nos últimos anos, a marca chegou em São Paulo, Pirituba, Guarulhos e Mogi das Cruzes, entre outras. “Sempre nos interessamos pela região, que possui uma densidade populacional muito forte, mas está muito fechada na questão das grandes empresas da área de Saúde. Queremos acabar com monopólio de preços altos para o cliente, que não aguenta o custo inviável.”

DGABC

Deixe uma resposta