Homicídio pode ter sido causa de protesto na avenida Prestes Maia

Da redação

Por volta das 20h da última quarta-feira (27), cerca de 150 pessoas – possíveis moradores da comunidade Tamarutaca, interditaram a avenida Prestes Maia, em Santo André.

Durante o ato, os manifestantes fecharam a via incendiando madeiras e outros materiais. Inclusive, um casal foi retirado do interior de seu veículo – Kombi, que foi incendiado na sequência.

A via permaneceu bloqueada até a chagada da Polícia Militar que prendeu um jovem, Bruno Rocha de Assis, 28 anos, por desacato a autoridade. O rapaz foi solto, e o caso registrado no 4º DP de Santo André, sobre comando do Dr. Marcio Macedo.

Uma das hipóteses sobre o que poderia ter causado a comoção, seria a morte de um dos moradores da comunidade, Edson Mauricio de Deus, 28 anos, mais conhecido como Buiu. o homicídio ocorreu na manhã da quarta-feira quando dois indivíduos passaram em uma moto e dispararam quatro vezes contra o jovem – na cabeça, tórax e pernas.

O caso está sendo apurado pela Delegacia de Homicídios, subordinada que é subordinada a Seccional de Santo André. “Seria leviano dizer que existe alguma ligação entre o homicídio e a manifestação. Porém, estamos trabalhando 24 horas em cima deste caso”, afirmou o o delegado assistente da seccional, Dr. Paulo Rios.