Ibovespa cai, influenciada por quedas nas ações de bancos privados

O Ibovespa, principal índice de ações da B3, firmou-se em queda nesta segunda-feira, pressionado particularmente pela queda das ações dos bancos, com outras blue chips também perdendo fôlego, como Petrobras e Vale.

Às 14:57, o Ibovespa caía 0,88 por cento, a 72.296 pontos. Mais cedo, no melhor momento, o índice subiu 1 por cento, a 73.715 pontos. O volume financeiro somava 5,7 bilhões de reais.

De acordo com profissionais da área de renda variável, não houve mudança no cenário dos últimos dias, com o quadro político ainda indefinido e a economia crescendo a um ritmo mais fraco do que o estimado inicialmente.

As ações preferenciais do Itaú Unibanco cediam 2,2 por cento e respondiam pelo maior peso negativo no Ibovespa, seguido por Bradesco PN, em queda de 1,7 por cento. Ambos detêm uma fatia relevante na composição do Ibovespa.

Banco do Brasil e Santander Brasil unit, contudo, tinham quedas mais fortes, de 2,6 e 3,6 por cento, respectivamente.

Petrobras PN cedia 0,3 por cento, revertendo ganhos de mais cedo, que chegaram a 3,6 por cento no melhor momento. Vale também perdeu o ímpeto e tinha acréscimo de apenas 0,2 por cento, após subir 2,2 por cento na máxima.

Fonte: Exame