Igreja em Diadema não tinha alvará para execução da obra

Da redação

Já dura mais de 18 horas o trabalho de resgate das vítimas do desabamento da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, no bairro Eldorado, em Diadema. Os bombeiros passaram a madrugada desta quinta-feira (16) trabalhando no resgate de outras três vítimas.

A Prefeitura de Diadema disse que a Igreja não tinha autorização para fazer a reforma. A Igreja funcionava há mais de 50 anos e o templo passava por obras de escavação para a construção de uma garagem.

Na última segunda-feira (13), agentes da secretaria de habitação estiverem no local e como não havia alvará para execução da obra, a orientação foi paralisar o serviço até que todos os documentos fossem apresentados. O assessor da jurídico da Igreja disse que a obra estava paralisada havia 15 dias.

Dois homens foram encontrados com vida e um deles teve de ser socorrido pelo helicóptero Água da Polícia Militar. O outro homem, de 44 anos, foi encaminhada para o Hospital Mário Covas. Os nomes deles são Anderson Peres Tiago e Ezequiel Matias, respectivamente. Ambos estão em estado grave.

A mulher identificada como Wanda Maria Martins, de 54 anos, ainda não foi encontrada. Os filhos disseram que a mãe sempre participava do culto na Igreja.