Índice que reajusta contrato de aluguel chega a 12,21%

imoveisDa redação

O IGP-M (Índice Geral de Preços do Mercado), usado no reajuste de alugueis, variou 1,69% em junho. No mesmo mês do ano passado, a variação foi de 0,67%. Em 12 meses, o IGP-M registrou alta de 12,21%.

O IPA (Índice de Preços ao Produtor Amplo) apresentou taxa de variação de 2,21%. No mês anterior, a taxa foi de 0,98%. O índice relativo aos bens finais variou 1,65%, em junho. Em maio, este grupo de produtos teve variação de 0,21%.

A variação do grupo Bens Intermediários foi de 1,48%. Em maio, a taxa foi de 0,38%. O principal responsável por este movimento foi o subgrupo materiais e componentes para a manufatura, cuja taxa de variação passou de 0,71% para 2,79%.

O IPC (Índice de Preços ao Consumidor) registrou variação de 0,33% em junho, ante 0,65%, em maio. Cinco das oito classes de despesa componentes do índice tiveram decréscimo em suas taxas de variação. A principal contribuição partiu do grupo Saúde e Cuidados Pessoais (2,21% para 0,67%).

Nessas classes de despesa, os destaques foram frutas (3,27% para -6,69%), cigarros (5,88% para 2,74%), gasolina (0,04% para -1,18%) e tarifa de telefone móvel (0,45% para 0,24%). Em contrapartida, apresentaram acréscimo em suas taxas de variação os grupos habitação (0,38% para 0,69%), educação, leitura e recreação (-0,13% para -0,03%) e vestuário (0,64% para 0,70%).

O Índice Nacional de Custo da Construção registrou variação de 1,52% em junho, acima do resultado de maio, de 0,19%. O índice relativo a materiais, equipamentos e serviços teve variação de 0,26%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,04%. O índice que representa o custo da mão de obra registrou taxa de 2,64%. No mês anterior, esse grupo variou 0,32%.